Razões para perder a cabeça

Cadernos Beija-flor

cadernos beija-flor

Tenho um problema com cadernos: adoro-os, colecciono-os, e quando são mesmo mesmo bonitos não os consigo usar. É assim desde sempre, e eu acho que a culpa é das nossas mães e das amigas com quem trocávamos folhinhas e bloquinhos que cheiravam a morango e que não ousávamos estragar. Estes da Beija-flor são desses que apetece ter nas mãos mas fazem tremer a letra. Criados por duas designers que os cortam e cosem à mão nas horas vagas, têm tudo o que me fez, em tempos, sonhar ter uma papelaria ou mudar-me para a Barata da Avenida de Roma quando lá ia escolher o material escolar para mais um ano lectivo: papel reciclado, folhas lisas, lombada cosida e capas que apetece emoldurar. Umas reproduzem padrões de azulejos retirados das ruas do Porto, Lisboa e Aveiro, outras são edições especiais de ilustradores convidados. Como estas de Raquel Graça, “tenho o coração às moscas” e “o meu miocárdio é teu”.

Anúncios
Standard

2 thoughts on “Cadernos Beija-flor

  1. Afinal não sou a única em sonhar mudar-me para a Barata da Av. de Roma. Que mundo de sonho… :’) E sim, também eu não uso cadernos se os acho demasiado bonitinhos. Sei lá, não os quero… estragar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s